SOLDA DE PINO: CONHEÇA A SUA FUNÇÃO

Stud Welding ou Solda de Pino é um método de Soldagem que envolve pinos conectores confeccionados conforme norma AWS D1.1, que, por sua vez, é desenvolvida pela ANSI (American National Standards Institute).

Os pinos conectores de cisalhamento têm como função fazer a integração de semisseções de estruturas metálicas e estruturas em concreto. Essa interação é dada pela absorção dos esforços cisalhantes resultantes desta união, e da transferência desses esforços para a semisseção metálica.

A soldagem de pino é um método para soldar os chamados parafusos de pinos automaticamente na peça de trabalho por soldagem a arco, etc., sem processo de perfuração ou rosqueamento. Pela natureza do trabalho, esse método às vezes é chamado de método de soldagem.

Agora, pinos, parafusos e uma grande variedade de formas de tiras de metal como tiras retangulares podem ser soldadas na peça de trabalho.

VANTAGENS

solda de pino
Solda de Pino
(Clique para ampliar a imagem)

Dentre as vantagens da Solda de Pino, há a fixação rápida, nenhuma marcação inversa, a junta soldada é mais forte que o material de origem e o acesso se faz necessário somente de um lado. Não é necessário fazer nenhum furo, portanto, não há nenhum vazamento ou enfraquecimento da peça.

HISTÓRIA

solda de pino
Solda de Pino
(Clique para ampliar a imagem)

Diz-se que este método de soldagem foi usado pela primeira vez no estaleiro HM em Portsmouth em 1918.

Inicialmente, foi utilizada uma ferramenta de soldagem leve, (equipada com bobina eletromagnética que levanta o pino inserido até o topo). Através desta experiência, L・J・Steel e H・Martin progrediram para o equipamento automático que soldou pinos à chapa de aço com algum sucesso.

Por outro lado, no Arsenal da Marinha nos EUA em 1939 (Showa 14), T・Nelson aplicou Solda de Pino para soldar barras redondas de metal ou parafusos roscados ao convés de metal no porta-aviões para fixar placas de madeira.

Foi a primeira Solda de Pino de arco adotada. Desde então, a Gregory Industries Ltd. (agora, Nelson Stud Welding Ltd) procedeu à pesquisa e desenvolvimento e fez um rápido progresso.

No Japão, os pinos de latão foram muito soldados como um nome de soldagem por arco desenhado para fixar fiação elétrica e aparelhos elétricos em placas de metal em navios de guerra e outros navios.

Além disso, após a Segunda Guerra Mundial, o método de Solda de Pino foi introduzido por Nelson Stud Welding nos EUA e Crompton Parkinson na Inglaterra, então houve um rápido progresso. Agora para não falar na construção naval, passa a ser usado na construção civil, pontes, automotivo e outras indústrias.

Um pino de solda pode ser unido instantaneamente a uma peça de trabalho de metal para uma ligação permanente de alta qualidade e alta resistência.

O metal base e o fixador soldado não precisam ser do mesmo material. Por exemplo, essas combinações podem ser soldadas juntas – latão com cobre, latão com aço, cobre com aço e combinações semelhantes.

A soldagem de pino é mais barata do que outros métodos de fixação e pode ser usada em locais que não permitem o uso de outros fixadores. Os pinos de solda podem ser instalados por um homem, trabalhando em um lado da peça de trabalho, em menos de um segundo.

Existem muitas razões pelas quais o processo de Solda de Pino é superior a outros sistemas de fixação.

EQUIPAMENTOS

solda de pino
Solda de Pino
(Clique para ampliar a imagem)

O equipamento necessário para a Solda de Pino é composto do seguinte:

  • Uma fonte de alimentação de corrente contínua
  • Um controlador
  • Uma pistola de solda
  • Cabos para unir os componentes do sistema e o metal base

A Pistola de soldagem tem por finalidade segurar e movimentar o pino; contém um gatilho que libera a corrente de Soldagem, a qual é transmitida para a ponta do pino, sendo uma espécie de encaixe, estes encaixes podem ter diferentes geometria e espessuras, compatíveis com o pino a fixar, a pistola também fornece pressão e alivio ao sistema, através de uma mola controlada por uma válvula solenóide.

As Unidades de controle são basicamente circuitos temporizadores para aplicação do tempo de Soldagem e tempo de pressão, que são ligadas as fontes e à pistola de soldagem, os controladores podem ser integrados as fontes de energia ou separadas.

PROCESSO

solda de pino
Solda de Pino
(Clique para ampliar a imagem)

Duas peças metálicas fundem-se através de uma corrente elétrica, resultando na união por resistência, tem que ter a mesma liga os materiais utilizados nos prisioneiros ou pinos e da superfície onde são aplicados. Os prisioneiros ou pinos para soldar é preciso da utilização de uma pistola (tocha) para posicionar o pino a ser soldado.

Um lado do pino é fixado na pistola e junto ao outro lado do pino a ser soldado é protegido com uma cerâmica, para dar forma ao metal fundido, formando um anel ao redor do pino soldado. Com a utilização da cerâmica não é preciso da utilização de gases ou fluxos para proteger a solda.

Quando o operador aciona o gatilho da pistola, é acionado uma fonte de potência, onde o pino que esta na pistola ( tocha) é soldado à peça de trabalho sem a utilização de metal adicional. A duração de soldagem é curta, praticamente um segundo ou menos.

MÉTODOS DE SOLDA DE PINO

solda de pino
Solda de Pino
(Clique para ampliar a imagem)

Basicamente existem dois métodos mais comuns para a Soldagem de pino.

O Método de Solda de Pino usado depende do tipo de prendedor de pinos que é necessário, com base na aplicação e no metal base ao qual o prendedor de pinos de solda será soldado.

Processo de Solda de Pino de arco

Arc Stud Welding é geralmente usado para soldar fixadores de grande diâmetro em metais básicos mais ásperos e espessos.

Os pinos de solda a arco podem ter quase qualquer formato e existem literalmente centenas de designs, no entanto, eles devem ter uma extremidade do fixador projetada para equipamentos de solda a arco.

Aço doce, aço inoxidável e alumínio são materiais aplicáveis ​​para soldagem a arco.

Passo 1: O pino de solda a arco é colocado contra a superfície de trabalho

Um fixador e uma virola de cerâmica são colocados firmemente contra a superfície de trabalho sob tensão da mola na pistola de soldagem de pinos.

Passo 2: Um arco elétrico controlado derrete a extremidade do fixador do pino de solda

Ao ser acionada, a pistola de solda levanta automaticamente o fixador do metal base e inicia um arco elétrico controlado que derrete a extremidade do fixador do pino e uma parte do metal base.

Passo 3: Um escudo de arco cerâmico concentra o calor para a máxima resistência da solda

Uma blindagem de arco cerâmico concentra o calor e retém o material fundido na área de solda para máxima resistência e confiabilidade da solda.

Passo 4: O metal solidifica e uma solda de fusão de alta qualidade é concluída

No momento preciso em que o fixador e o metal original fundem, o fixador é automaticamente mergulhado na superfície de trabalho pela pistola de soldagem de pinos. O metal solidifica e uma solda de fusão de alta qualidade é concluída.

INDÚSTRIAS

solda de pino
Solda de Pino
(Clique para ampliar a imagem)

O PROCESSO DE Solda a Pino são usados ​​em uma ampla variedade de indústrias:

  • Aeroespacial
  • Eletrodomésticos
  • Automotivo
  • Construção
  • Eletrônicos
  • Processo de Forjamento
  • Instalação de isolamento
  • Equipamentos Leves e Pesados
  • No mar
  • Petroquímica
  • Construção naval
  • Sinais e guarnições decorativas
  • Brinquedos
  • Transporte
  • Utilitários Metalurgia

VOCÊ ESTÁ PRECISANDO DE SUPORTE PARA SOLDA DE PINO?

Portanto, se você tem interesse em Solda de Pino, ou precisa apenas de um orçamento para um determinado projeto, estamos aqui para ajudar.

ENTRE EM CONTATO!

Entre em contato para saber mais sobre nossos serviços.

Escolha o meio de contato que for melhor para você!

QUER CONTINUAR INFORMADO?

Gostaria de ficar por dentro de todas as novidades que pulicamos em nosso site?

Faça sua inscrição e receba nossos e-mails com conteúdos de qualidade sobre inspeção, qualificação, consultoria, engenharia e treinamento de soldagem.

CONHEÇA O GLOSSÁRIO DA SOLDAGEM

REGIÕES DE ATENDIMENTO INSPESOLDA

A Inspesolda atende em todo o território nacional. Entretanto, com sede em Osasco, a Inspesolda tem o foco de atuação no estado de São Paulo.

REGIÕES DE SÃO PAULO ONDE A INSPESOLDA ATENDE:

Grande São Paulo

  • ABC
  • ABCD
  • Alphaville
  • Arujá
  • Barueri
  • Caierias
  • Cajamar
  • Cotia
  • Diadema
  • Embu
  • Embu das Artes
  • Embu Guaçú
  • Franco da Rocha
  • Guarulhos
  • Itapecerica da Serra
  • Itapevi
  • Jandira
  • Mairiporã
  • Mauá
  • Osasco
  • Ribeirão Pires
  • Santana de Parnaíba
  • Santo André
  • São Bernardo do Campo
  • São Caetano do sul
  • Suzano
  • Taboão da Serra

Litoral de São Paulo

  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Iguape
  • Ilha Comprida
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Peruíbe
  • Praia Grande
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Sebastião
  • São Vicente
  • Ubatuba

Região Central

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque

Zona Leste

  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente

Zona Norte

  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane
  • Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • TucuruviVila
  • Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros

Zona Oeste

  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia

Zona Sul

  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M’Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana

ENCONTRE ARTIGOS

CATEGORIAS DE ARTIGOS

TOP 5 ARTIGOS

1- Inspetor de Solda: O Guia Absolutamente Completo!

2 – Símbolos Básicos de Soldagem

3 – Tipos de Inspeção de Soldagem: Tudo que Você Precisa Saber

4 – A Verdade Sobre Qualificação de Soldadores AWS D1.1

5 – NR-18 Progresso Importante na Segurança Preventiva

ARTIGOS RECENTES

  • Análise De Trinca Na Solda

    COMO REALIZAR UMA ANÁLISE DE TRINCA NA SOLDA E GARANTIR A INTEGRIDADE DAS ESTRUTURAS Na

  • O Que Significa Mig

    DESCOBRINDO O QUE SIGNIFICA MIG: TUDO SOBRE A SOLDAGEM MIG Mergulhar no mundo da soldagem

  • Radiografia Industrial

    RADIOGRAFIA INDUSTRIAL: O GUIA DEFINITIVO PARA INICIANTES A radiografia industrial emerge como uma ferramenta inestimável

  • Laudo de Ultrassom

    A IMPORTÂNCIA DO LAUDO DE ULTRASSOM EM INSPEÇÕES NÃO DESTRUTIVAS LAUDO DE ULTRASSOM Você já

  • Junta Sobreposta

    A IMPORTÂNCIA DA JUNTA SOBREPOSTA EM APLICAÇÕES INDUSTRIAIS JUNTA SOBREPOSTA Você já parou para pensar

Compartilhe!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe em sua rede social preferida.

Os arquivos nesta página são protegidos por direitos autorais. Sem a autorização do autor, é proibido copiar todo ou parte de seu conteúdo, ou mesmo citar nossos links. Artigo 184 da Lei Penal, Declaração de 98-Art 9.610 como violação dos direitos de propriedade intelectual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

All in one
Fale conosco
Rolar para cima