SNQC, NÍVEIS DE QUALIFICAÇÃO, ATIVIDADES DO INSPETOR DE SOLDA E MUITO MAIS….

Veja o que significa SNQC, quais os níveis de qualificação, atividades do inspetor de solda e conheça outras certificações de inspetores de solda pelo mundo.

SNQC: Imagem SNQC, Níveis de Qualificação e Muito Mais

Você sabia?

Que a FBTS (SNQC-IS) é responsável pela qualificação e certificação de pessoal na área de soldagem desde 1988.

Que existem 2 níveis de qualificação de inspetores de soldagem.

Que hoje 87% dos inspetores de soldagem são nível 1.

Que as atribuições do inspetor de solda precisam ser multifuncionais.

Que existem várias certificações de inspetores na área de soldagem ao redor do mundo.

E aí, você sabia?

Continue lendo este artigo para você ver tudo isso e muito mais sobre:

  • O que é o Sistema Nacional de Qualificação e Certificação (SNQC)? 
    ir
  • Quais são os níveis de qualificação? 
    ir
  • Você sabe quantos inspetores de solda existem? Qual é a taxa de reprovação/abandono? E quantas qualificações eles possuem? 
    ir
  • O que faz um inspetor de solda nível 1 (suas atribuições)? 
    ir
  • O que faz um inspetor de solda nível 2 (suas atribuições)?
    ir
  • Conheça outras certificações de inspetor de solda pelo mundo.
    ir

Espero que curta o artigo e fique à vontade para comentar, criticar e caso goste compartilhe com seus amigos.

O QUE É O SISTEMA NACIONAL DE QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO (SNQC)

SNQC: Imagem Sistema Nacional de Qualificação e Certificação SNQC

O Sistema Nacional de Qualificação e Certificação, mais conhecido pela sigla SNQC, é um sistema de abrangência nacional que estabelece os critérios e sistemáticas adotadas para a qualificação e certificação de pessoal.

Ok! Mas isso não ajudou muito.

Vamos ver se consigo explicar melhor. Hoje existem várias certificações para os mais diversos tipos de serviços, logo, temos mais de uma entidade que realiza a certificação de pessoal. Veja os exemplos a seguir.

Associação Brasileira de Ensaios Não Destrutivos e Inspeção (ABENDI)

A ABENDI é responsável pela qualificação e certificação de pessoal na área de ensaios não destrutivos e inspeção (SNQC–END). Algumas das qualificações disponíveis são:

  • Ensaio Visual (EV);
  • Controle Dimensional – Mecânica (CD-MC)
  • Líquido Penetrante (LP);
  • Partícula Magnética (PM);
  • Ultrassom;
  • Ensaio Radiográfico;
  • Inspetor de Fabricação;
  • E muitas outras.

Associação Brasileira de Corrosão (ABRACO)

A ABRACO é responsável pela qualificação e certificação de pessoal na área de corrosão e proteção (SNQC-CP). Hoje ela oferece somente a certificação para Inspetor de Pintura Industrial.

Fundação Brasileira de Tecnologia da Soldagem (FBTS)

Já a FBTS é responsável pela qualificação e certificação de pessoal na área de soldagem (SNQC-IS). As qualificações de pessoas disponíveis são:

  • Inspetor de Soldagem Nível 1;
  • Inspetor de Soldagem Nível 2;
  • Inspetor de Dutos Terrestres Nível 1;
  • Engenheiro e Tecnólogo Especialistas em Soldagem;
  • Encarregado de Soldagem.

Vale lembrar que existe também a qualificação para Consumíveis de Soldagem.

Bom, como é a FBTS que trata das qualificações de soldagem, é ela que interessa para nós, inspetores de soldagem.

A FBTS foi fundada em 1982, já o SNQC foi oficialmente implantado com abrangência nacional somente em 1988. Ou seja, já existe a certificação de inspetores de soldagem desde 1988.

Contudo, a certificação de inspetor de solda não é uma invenção brasileira, pois a Sociedade Americana da Soldagem, “American Welding Society (AWS) ”, já realiza a certificação para inspetor de solda desde 1976, alcançando um número de mais de 97.000 pessoas certificadas até então.

Embora utilize um nome diferente, “Certified Welding Inspector (CWI)”, que, traduzindo para o bom e velho português, seria Inspetor de Soldagem Certificado, trata-se de uma entidade de respeito, pois são quase CEM MIL PESSOAS CERTIFICADAS.

    Conheça outras certificações de inspetor de solda pelo mundo.
    ir

QUAIS SÃO OS NÍVEIS DE QUALIFICAÇÃO DE INSPETOR DE SOLDAGEM?

SNQC: Imagem Níveis de Qualificação de Inspetor de Solda

Hoje a FBTS/SNQC oferece dois níveis de qualificação de inspetores de soldagem, sendo eles:

  • Inspetor de Soldagem Nível 1;
  • Inspetor de Soldagem Nível 2.

Os níveis de qualificação seguem uma ordem crescente, ou seja, a qualificação de inspetor de soldagem nível 1 é a primeira e a de inspetor de soldagem nível 2 a segunda.

Isso quer dizer, basicamente, que o inspetor tem que se qualificar primeiro como nível 1 para depois se qualificar como nível 2, salvo qualificação por rota alternativa.

    Saiba mais sobre rota alternativa clicando 
    aqui

Seguindo ainda esse raciocínio, fica claro que todo o profissional qualificado como inspetor de soldagem nível 2 está também apto a realizar todas as atividades de nível 1.

Qual a diferença entre nível 1 e nível 2?

A diferença básica é que o Inspetor de Soldagem Nível 1 tem a sua atuação no bom e velho “chão de fábrica”, ou seja, em campo, contato direto com soldadores, caldeireiros, encarregados e etc….  Executa atividades preestabelecidas em instruções devidamente especificadas e validadas.

Já o Inspetor de Soldagem Nível 2 tem sua atuação voltada ao papel administrativo, ou seja, executando procedimentos administrativos dentro da organização, trabalhando, por exemplo, com normas, procedimentos, processo e projeto, além de atuar na coordenação de inspetores.

As atividades de cada nível de qualificação estão detalhadas abaixo:

  • Para conhecer todas as atribuições dos inspetores de soldagem nível 1, clique 
    ir
  • Para conhecer todas as atribuições dos inspetores de soldagem nível 2, clique 
    ir

Existe inspetor de soldagem nível 3?

Uma dúvida muito comum é se existe inspetor de soldagem nível 3. Para acabar de vez com essa dúvida, a resposta é muito clara. NÃO, não existe qualificação para inspetor de soldagem nível 3 pela FBTS/SNQC.

Essa dúvida, creio eu, está relacionada com as qualificações de ensaio não destrutivos (END), pois a ABENDI/SNQC oferece qualificações de nível 3 para END em: Ensaio visual; Líquido penetrante; Partículas magnéticas; Ultrassom; Radiografia e muitas outras atividades.

Além disso, existem outras entidades pelo mundo oferecendo a certificação de inspetor de soldagem nível 3, como você pode conferir mais abaixo.

Contudo, para inspetores de soldagem devidamente qualificados pela FBTS/SNQC não existe qualificação de nível 3.

Certificação para Engenheiros e Tecnólogos Especialistas em Soldagem

O que a FBTS criou, com a norma FBTS N-007, foi a Certificação para Engenheiros e Tecnólogos Especialistas em Soldagem.

    você pode baixar a norma FBTS N-007 clicando 
    AQUI

Não está claro ainda qual será a função desse profissional, como engajá-lo no contexto atual, pois temos o inspetor nível 1, que faz o trabalho de campo, e o inspetor nível 2, que faz mais o trabalho administrativo.

Acredito, opinião particular baseada nas informações da norma N-007, que a ideia seria ter um profissional voltado para projeto, sendo esse profissional um conhecedor das normas e atividades de soldagem, melhorando assim a parte de planejamento que, cá entre nós, tem mesmo muito ainda a melhorar.

Bom, quem tiver interesse em saber mais sobre a Certificação para Engenheiros e Tecnólogos Especialistas em Soldagem, acesse o site da FBTS clicando aqui (link verificado em 04/2017).

VOCÊ SABE QUANTOS INSPETORES DE SOLDA EXISTEM? QUAL É A TAXA DE REPROVAÇÃO? E QUANTAS QUALIFICAÇÕES ELES POSSUEM?

SNQC: Imagem Dúvidas Inspetores de Soldagem

Os números, gráficos e estatísticas estão constantemente mudando, porém, você ficará conhecendo aqui as estatísticas conforme levantamento em 04/2017.

Quantos inspetores de solda existem?

SNQC: Imagem Porcentagem Inspetor de Solda por Nível Qualificação

Existem hoje 3555 inspetores de soldagem qualificados, segundo dados da FBTS. Desse total, temos:

  • 3110 Inspetores de soldagem nível 1;
  • 445 Inspetores de soldagem nível 2.

Ou seja, 87% das qualificações são de inspetores de soldagem de nível 1.

Qual é a taxa de reprovação/abandono?

Fazendo-se uma breve comparação em junho de 2006, existiam aproximadamente 3 mil pedidos de entrada no processo de certificação. Hoje em dia, esse número já gira em torno de 15 mil.

Ou seja, muitas pessoas foram atrás da sua qualificação, e o número de candidatos que iniciaram o processo de certificação nos últimos 10 anos cresceu quase 500%.

Mas, outra observação pertinente é que desse total aproximado de solicitações de exame (15 mil), somente 23,7% dos candidatos a inspetor de soldagem se qualificaram e continuam qualificados até hoje.

Em consequência disso, um total aproximado de 76% (ou, como preferir, 11.445 candidatos) foi reprovado e/ou abandonou suas certificações.

O que venhamos e convenhamos é um número muito alto de pessoas que desistiram de suas qualificações e/ou foram reprovadas nos exames de qualificação.

E por que isso ocorre?

É logico que os fatores de desaceleração da indústria, principalmente de 2014 a 2016, contribuíram para algumas pessoas desistirem da profissão.

Contudo, o fator principal para termos hoje aproximadamente 76% de candidatos reprovados e ou desistentes da certificação de inspetor de soldagem é que muitos não conheciam realmente o que é a profissão e qual o nível de comprometimento e dedicação necessários para se qualificar e manter-se certificados.

Logo, vemos que muitos foram atraídos pelas promessas de altos salários, conforme você pode conferir em nosso outro artigo:

    Inspetor de solda salário: quanto ganha, qual a média salarial, quanto ganha o inspetor recém-formado? Clique 
    AQUI

E quando se deram conta de que a profissão também não é um mar de rosas, que precisavam de muita dedicação e de muito trabalho, inclusive algumas vezes em condições extremas, longe da família, em locais isolados e etc….

Outro fator é que, pela baixa formação acadêmica, encontraram muitas dificuldades nas provas e exames.

Também tem a falta de planejamento, talvez por falta de informação, fazendo com que acabassem não tendo dinheiro suficiente para arcar com todas as despesas de qualificação, retreinamentos, hospedagem e por aí vai.

Você pode ver em outro artigo uma estimativa de custo para se qualificar como inspetor de soldagem e se preparar para não ficar pelo caminho, conseguindo assim a tão sonhada certificação.

    • Veja o artigo Curso de inspetor de solda: Onde fazer, como funciona e quanto custa? Clicando
      AQUI

Bom, existem outros fatores excepcionais que podem ocorrer, mas acredito que sejam esses os principais.

E você, o que acha?

Compartilhe sua experiência conosco, deixe um comentário lá embaixo.

Porcentagens das qualificações de inspetor de soldagem nível 2?

Falando de inspetores de soldagem nível 2, sabemos que eles possuem certificações de acordo com o número de normas, conforme você pode conferir no nosso guia absolutamente completo para inspeto de solda clicando aqui.

As normas de qualificação de inspetor de soldagem nível 2 são:

  • ASME VIII DIV 1
  • ASME VIII DIV 2
  • AWS D1.1
  • API 650
  • API 1104
  • ASME B31.1
  • ASME B31.3
  • ASME B31.4
  • ASME B31.8

Em relação a essas normas, temos inspetores qualificados em uma, outros em duas e assim por diante. Mas você sabe qual a porcentagem das qualificações por norma?

Veja o gráfico a seguir, que traz a porcentagem das qualificações de inspetores de soldagem nível 2 por norma de qualificação, lembrando que temos hoje 445 profissionais certificados.

SNQC: Imagem Porcentagem Inspetor de Solda por Tipo de Norma

Analisando o gráfico, podemos destacar que quase 60% dos inspetores têm uma ou duas normas.

Ainda quero destacar que somente 2% dos inspetores (11 profissionais) têm qualificação em todas as nove normas disponíveis para certificação.

E qual é a norma que tem mais inspetores certificados?

Veja o gráfico abaixo, no qual temos a porcentagem de qualificação de inspetores por norma.

SNQC: Imagem Porcentagem Inspetor de Solda por Quantidade de Normas

Desse gráfico, destaco a norma ASME B31.3, que concentra 26% das qualificações. Temos 332 inspetores qualificados nessa norma.

O contraponto é a norma ASME VIII divisão 2, que tem apenas 3% das qualificações, com 40 inspetores qualificados.

O QUE FAZ UM INSPETOR DE SOLDA NÍVEL 1 (SUAS ATRIBUIÇÕES)?

SNQC: Imagem O Que Faz um Inspetor de Solda Nível 1

São muitas as responsabilidades dos inspetores de soldagem nível 1, partindo desde qualificação, verificação, inspeção, ensaio e etc.… as quais são estabelecidas na norma NBR  14842, conforme veremos a seguir.

Sendo multifuncional….

Entretanto, existem muitas outras atividades que são exigidas de muitos dos inspetores, de acordo com a empresa em que atuam.

Algumas vezes, por conta de a empresa não ter um quadro de funcionários muito grande, alguns profissionais precisam acumular funções.

Outras ainda por conta da visão de muitas empresas, que têm esses profissionais como mão de obra cara e, assim, buscam aproveitar o máximo possível.

Hoje em dia, no entanto, isso tudo é muito comum. Por exemplo, um inspetor de soldagem que é qualificado em líquido penetrante e ainda ajuda no controle de qualidade.

E quem deseja estar sempre empregado e se destacar no mercado precisa ser solícito e ajudar a empresa com uma ou outra atividade, pois, afinal de contas, você deve trabalhar para o sucesso da sua empresa e assim, consequentemente, estará trabalhando para o seu sucesso.

Além da conta….

Porém, cuidado para não assumir atividades além da sua capacidade de execução e, ao invés de fazer além, acabar fazendo aquém.

Bom, mas esse assunto é bem polêmico e dá várias discussões. Caso queira compartilhar sua experiência conosco, fique à vontade e deixe um comentário.

Atribuições do inspetor de solda nível 1

Antes de mais nada, é bom esclarecer que, onde estiver escrito “verificar”, deverá ser gerada uma evidência, ou seja, uma prova de que realmente a verificação aconteceu.

Qualificação de procedimento de soldagem e de soldadores/operadores de soldagem

  • Verificar a conformidade com a quantidade especificada das peças de teste.
  • Verificar os resultados dos ensaios não destrutivos.
  • Verificar se os ensaios não destrutivos foram realizados por pessoal qualificado, com procedimento aprovado e na extensão requerida.
  • Determinar a dureza, por meio de medidores portáteis.
  • Acompanhar a execução da qualificação dos soldadores/operadores de soldagem.

Verificação de soldadores/operadores de soldagem

  • Verificar se somente soldadores/operadores de soldagem qualificados e certificados estão sendo utilizados, se a qualificação desses os autoriza a executar o serviço e se não expirou o prazo de validade da qualificação, de acordo com instruções ou documentos de registro.
  • Verificar a atuação dos soldadores/operadores de soldagem na execução dos serviços e solicitar, quando necessário, nova qualificação.

Verificação dos materiais a serem soldados (materiais de base)

  • Verificar, por comparação entre marcações no material e documentos aplicáveis, se o material de base é o especificado.

Verificação dos consumíveis

  • Verificar, por comparação entre marcações e documentos aplicáveis, ensaio visual e controle dimensional, se o consumível é o especificado e encontra-se em condições de uso.
  • Verificar se o armazenamento, manuseio, ressecagem e manutenção da ressecagem do consumível estão corretos, de acordo com as instruções do fabricante do consumível ou outros documentos aplicáveis.

Inspeção de equipamentos de soldagem

  • Verificar se os equipamentos de soldagem a serem utilizados no serviço estão de acordo com o especificado e se estão em condições adequadas de utilização quanto aos aspectos de segurança e de preservação.
  • Verificar se a calibração dos instrumentos de medição, quando exigida, está dentro dos prazos de validade.

Inspeção antes da soldagem

  • Verificar se os procedimentos e as instruções estão disponíveis aos soldadores/operadores de soldagem para referência, se estão sendo empregados na soldagem e se somente procedimentos especificados e qualificados, quando necessários, são usados para cada serviço.
  • Verificar se as dimensões, ajustagens e preparação das juntas estão de acordo com os procedimentos de soldagem, com as instruções de fabricação e/ou execução e com os desenhos.
  • Verificar a adequação para execução do serviço, considerando-se as condições físicas e ambientais.
  • Verificar se o preaquecimento, quando necessário, está sendo efetuado e se está de acordo com os procedimentos de soldagem e instruções de fabricação e/ou execução.
  • Verificar se as condições de proteção individual e coletiva, no que se concerne à soldagem, estão sendo atendidas.

Inspeção durante a soldagem

  • Verificar se a soldagem está sendo conduzida de acordo com os procedimentos de soldagem e com as instruções de fabricação e/ou execução, enfatizando a sequência de soldagem, os requisitos de limpeza e o controle de deformações.
  • Verificar se o controle de temperatura entre passes, quando necessário, está sendo aplicado e se está de acordo com os procedimentos de soldagem e instruções de fabricação e/ou execução.

Inspeção após a soldagem

  • Verificar se o pós-aquecimento, quando necessário, está sendo efetuado e se está de acordo com as instruções de fabricação e/ou execução.
  • Executar ensaio visual e controle dimensional da solda completa, de acordo com as instruções de fabricação e/ou execução e com os desenhos.

Ensaios não destrutivos

  • Verificar se os ensaios foram executados por pessoal qualificado, com procedimento aprovado e na extensão requerida, de acordo com as instruções de fabricação e/ou execução.
  • Verificar, por meio de relatórios, os resultados dos ensaios não destrutivos dos serviços de soldagem sob a sua responsabilidade, com o objetivo de retroalimentar as operações de soldagem para evitar a recorrência das descontinuidades detectadas pelos ensaios não destrutivos.

Ensaio de dureza

  • Executar, quando necessário, medições de dureza, por meio de aparelhos portáteis.

Tratamento térmico após soldagem

  • Verificar, antes de proceder ao tratamento térmico, se as peças ou equipamentos foram aprovados nos ensaios não destrutivos.
  • Verificar se o tratamento térmico, quando necessário, está sendo conduzido de acordo com os procedimentos de tratamento térmico e instruções de fabricação e/ou execução.
  • Verificar se os ensaios não destrutivos após o tratamento térmico, quando necessários, são executados conforme os requisitos mencionados em Ensaios não destrutivos.

Reparo de solda

  • Verificar se as marcações de reparo de solda estão de acordo com os laudos emitidos.
  • Verificar se a soldagem e/ou outros métodos de reparo estão de acordo com os procedimentos de soldagem e instruções de fabricação e/ou execução.

Teste de produção

  • Acompanhar as condições de preparação e execução de peças de teste de produção.

Registro de resultados

  • Registrar resultados, relatar não conformidades e controlar e registrar o desempenho dos soldadores/operadores de soldagem, por meio de procedimentos estabelecidos.

O QUE FAZ UM INSPETOR DE SOLDA NÍVEL 2 (SUAS ATRIBUIÇÕES)?

SNQC: Imagem O Que Faz um Inspetor de Solda Nível 2

Conforme já explicado em níveis de qualificação, os inspetores de soldagem nível 2 podem realizar todas as atividades de um inspetor de soldagem nível 1.

    Veja os níveis de qualificação
    ir

Portanto, o profissional nível 2 tem as mesmas atribuições do inspetor de solda nível 1, além de atribuições adicionais que estão relacionadas a seguir.

    Veja as atribuições do inspetor de solda nível 1
    ir

Atribuições do inspetor de solda nível 2

Geral

  • Atuar na coordenação das atividades do inspetor de soldagem nível 1.

Normas técnicas

  • Interpretar e implementar os requisitos das normas técnicas e documentos contratuais, no que se refere à soldagem.

Procedimento de soldagem

  • Verificar a adequação dos procedimentos planejados para uma dada situação.
  • Verificar se os procedimentos foram qualificados conforme os requisitos mencionados em Qualificação de procedimento de soldagem e de soldadores/operadores de soldagem.

Acompanhar a execução da soldagem e dos ensaios necessários para a qualificação do procedimento de soldagem.

Qualificação de procedimento de soldagem e de soldadores/operadores de soldagem

  • Definir o tipo, quantidade e fases de execução das peças de teste e a conformidade com a quantidade especificada.
  • Verificar e analisar os resultados dos ensaios não destrutivos.
  • Verificar a conformidade e testemunhar as condições de preparação dos corpos de prova e a execução de todos os ensaios requeridos para a qualificação do procedimento de soldagem.
  • Aprovar ou reprovar os resultados dos ensaios mecânicos, em comparação com as normas e especificações técnicas.
  • Aprovar ou reprovar os ensaios macrográficos, em comparação com as normas e especificações técnicas.
  • Aprovar a qualificação e emitir o seu registro.
  • Supervisionar “in loco” a execução da qualificação dos soldadores/operados de soldagem.

Verificação dos materiais a serem soldados (materiais de base)

  • Verificar, por comparação entre certificados da qualidade de material e os requisitos das normas e especificações técnicas de produto, se o material de base é o especificado.

Verificação dos consumíveis

  • Verificar, por comparação entre certificados da qualidade de material e os requisitos das normas e especificações técnicas de produto, se o consumível está correto.
  • Especificar o consumível de soldagem de acordo com os requisitos de projeto.

Inspeção antes da soldagem

  • Verificar se as instruções de fabricação e execução estão em conformidade com as normas e especificações técnicas.
  • Verificar se as dimensões, ajustagem e preparação das juntas estão de acordo com as normas e especificações técnicas.
  • Verificar se o preaquecimento, quando necessário, está de acordo com as normas e especificações técnicas.

Inspeção durante a soldagem

  • Verificar se o controle de temperatura entre passes, quando necessário, está de acordo coma as normas e especificações técnicas.

Inspeção após soldagem

  • Verificar se o pós-aquecimento, quando necessário, está de acordo com as normas e especificações técnicas.
  • Executar ensaio visual e controle dimensional da solda completa, de acordo com as normas e especificações técnicas.
  • Aprovar ou reprovar a soldagem efetuada, por meio da verificação da conformidade dos resultados dos ensaios em peças de teste de produção, quando aplicável, com as normas e/ou especificações técnicas do produto.

Ensaios não destrutivos

  • Verificar se os ensaios foram executados por pessoal qualificado, procedimento aprovado e na extensão requerida, de acordo com as normas e especificações técnicas.
  • Verificar e analisar, por meio de relatórios, os resultados dos ensaios não destrutivos dos serviços de soldagem sob sua responsabilidade, com o objetivo de retroalimentar as operações de soldagem, para evitar recorrências das descontinuidades detectadas pelos ensaios não destrutivos.

Tratamento térmico após soldagem

  • Verificar se o tratamento térmico, quando necessário, está sendo conduzido de acordo com as normas e especificações técnicas.

Reparo de solda

  • Verificar se a soldagem e/ou outros métodos de reparo estão de acordo com as normas e especificações técnicas.

Teste de produção

  • Definir o tipo, quantidade e as fases de execução das peças de teste de produção, acompanhar a execução e a conformidade com a quantidade especificada.

Registro de resultados

  • Registrar os ensaios testemunhados na qualificação de procedimento de soldagem, de soldadores/operadores de soldagem e teste de produção.
  • Preparar e/ou emitir instruções de execução e inspeção de soldagem e relação de soldadores/operadores de soldagem qualificados, com sua respectiva abrangência, de acordo com as normas e especificações técnicas.
  • Avaliar e registrar a organização e a atualização do arquivo de documentos técnicos, no tocante à soldagem.

CONHEÇA OUTRAS CERTIFICAÇÕES DE INSPETOR DE SOLDA PELO MUNDO

SNQC: Imagem Certificações de Inspetor de Solda Pelo Mundo

Você sabia:

Que existem várias certificações de inspetores e especialistas na área de soldagem ao redor do mundo?

Pois é, existem muitas mesmo. Vou apresentar aqui alguns dos principais órgãos de certificação de inspetores de soldagem no mundo, além, é claro, da FBTS, que já mencionei.

AWS – SOCIEDADE AMERICANA DA SOLDAGEM

A sociedade americana da soldagem, “American Welding Society (AWS)”, foi fundada em 1919, sendo a sociedade de soldagem mais famosa de todas, com cerca de 70 mil sócios espalhados pelo mundo.

Ela oferece as seguintes certificações:

  • CAWI – “Certified Associate Welding Inspector” (Inspetor da soldagem associado certificado)
  • CWI – “Certified Welding Inspector” (Inspetor da soldagem certificado)
  • SCWI – “Senior Certified Welding Inspector” (Inspetor da soldagem certificado sênior)

TWI – O INSTITUTO DE SOLDAGEM

Outro velhinho com quase 100 anos de história é o instituto de soldagem “The Welding Institute (TWI)”. O gentleman britânico foi fundado em 1923 e já sofreu diversas mudanças ao longo dos anos.

Em uma dessas mudanças, em 1965, começou a funcionar o regime de certificação do pessoal de soldagem e inspeção, “Certification Scheme for Welding and Inspection Personnel (CSWIP)”.

As certificações de inspetores de soldagem oferecidas pelo TWI são:

  • CSWIP 3.0 – “Visual Welding Inspector – Level 1” (Inspetor visual de soldagem nível 1)
  • CSWIP 3.1 – “Welding Inspector – Level 2” (Inspetor de soldagem nível 2)
  • CSWIP 3.2 – “Senior Welding Inspector – Level 3” (Inspetor de soldagem sênior nível 3)

CWB – DEPARTAMENTO CANADENSE DE SOLDAGEM

Já o departamento canadense de Soldagem, “Canadian Welding Bureau (CWB)”, iniciou as atividades em 1947. Essa entidade realiza a certificação de inspetores de soldagem segundo a norma canadense CSA W178.2 e conta com as seguintes certificações:

  • CSA Level 1 – “Certified Welding Inspector” (Inspetor da soldagem certificado nível 1)
  • CSA Level 2 – “Certified Welding Inspector” (Inspetor da soldagem certificado nível 2)
  • CSA Level 2 – “Certified Welding Inspector” (Inspetor da soldagem certificado nível 3)

IIW – INSTITUTO INTERNACIONAL DE SOLDAGEM      &

EWF – FEDERAÇÃO EUROPEIA DE SOLDAGEM, UNIÃO E CORTE

O instituto internacional de soldagem, “International Institute of Welding (IIW)”, fundado em 1948, fez um acordo com a federação europeia de soldagem, união e corte, “European Federation for Welding, Joining and Cutting (EWF)”, em 2007, conforme com o qual o IIW ficou responsável pela coordenação das certificações. A EWF é mais nova e foi fundada somente em 1992.

As certificações de inspetores de soldagem oferecidas pela IIW e EWF são:

  • I/EWI-B – “International/European Welding Inspector – Comprehensive Level ”
    (Inspetor de Soldagem Internacional/Europeu – Nível Compreensivo)
  • I/EWI-S – “International/European Welding Inspector – Standard Level ”
    (Inspetor de Soldagem Internacional/Europeu – Nível Normativo)
  • I/EWI-B – “International/European Welding Inspector – Basic Level ”
    (Inspetor de Soldagem Internacional/Europeu – Nível Básico)

BINDT – INSTITUTO BRITÂNICO DE ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

As histórias do Reino Unido sobre ensaios não destrutivos remontam à primeira guerra mundial, mas somente em 1976, após a uma fusão de duas sociedades, o instituto britânico de ensaios não destrutivos, “British Institute of Non-Destructive Testing (BINDT)”, foi fundado.

O instituto oferece certificações de soldagem de acordo o PCN “Personnel Certification in Non-Destructive Testing” (certificação de pessoal em ensaios não destrutivos). Essas certificações são:

  • PCN Level 1 – “Weld Inspector” (inspetor de solda nível 1)
  • PCN Level 2 – “Weld Inspector” (inspetor de solda nível 2)
  • PCN Level 3 – “Weld Inspector” (inspetor de solda nível 3)

API – INSTITUTO AMERICANO DE PETRÓLEO

Desde 1919, o instituto americano de petróleo, “American Petroleum Institute (API)”, existe, contudo, o programa de certificação pessoal “Individual Certification Programs (ICP)” só teve início em 1989.

Somente em 2008, o instituto lançou a única cerificação de inspetor de soldagem existente, essa certificação é:

  • API 577 – “Welding Inspection and Metallurgy” (Inspeção de Soldagem e Metalurgia)

E aí, você conhecia todas essas certificações?

Como falei no início, são mesmo muitas certificações na área de soldagem e ainda têm algumas outras fora da área de inspeção de soldagem que não incluí.

E você, o que achou de tuto isso. Gostou? Ficou surpreso? Conhece mais?

Compartilhe conosco o que achou. Caso tenha alguma outra certificação que conheça, compartilhe para nos mantermos sempre bem informados.

VEJO VOCÊ NOS COMENTÁRIOS!!!

E POR FIM….

Acredito que agora você esteja muito bem informado sobre os assuntos aqui abordados, em especial, você pode ver o que é o SNQC, as atribuições dos inspetores de soldagem e conhecer algumas das várias qualificações de inspetores de soldagem pelo mundo.

Quero também falar para você que realmente pretende entrar na área e que tenha ficado assustado com o número de desistências e reprovações para que não desista.

Pois esta é uma área muito boa para se trabalhar e só depende de você para conseguir.

Além disso, você pode encontrar muitas outras informações nos artigos a seguir relacionados:

  • Inspetor de solda – O guia absolutamente completo. Clique
    AQUI
  • Curso de inspetor de solda: Onde fazer, como funciona e quanto custa? Clique
    AQUI
  • Inspetor de solda salário: quanto ganha, qual a média salarial, quanto ganha o inspetor recém-formado? Clique
    AQUI

Bom, quero realmente agradecer a todos que dedicaram um tempo para ler o artigo. Espero que eu possa ter ajudado a você a conhecer um pouco mais sobre os assuntos que foram aqui discutidos.

Caso tenha alguma dúvida registre abaixo nos comentários e terei prazer em responder.

 Sobre o Autor

Foto Leandro Ferreira Post

Leandro Ferreira

É responsável pelo Blog da Soldagem e compartilha com você mais de 10 anos de conhecimentos e experiências adquiridas como Professor de Soldagem e afins, Inspetor de Soldagem Nível 2, Tecnólogo de Soldagem e Técnico em Metalurgia.

2018-02-09T11:56:31+00:00maio 16th, 2017|Inspeção de Solda|1 comentário