Categorias
Inspeção

O QUE É INSPEÇÃO DE VASOS DE PRESSÃO ? QUANDO É NECESSÁRIO?

O que é inspeção de vasos de pressão?

Os vasos de pressão são recipientes que retêm líquidos ou gases a uma pressão que difere substancialmente da pressão externa. Vasos de pressão podem ser encontrados em residências e instalações industriais em todo o mundo.

Algumas aplicações de vasos de pressão incluem caldeiras a vapor, cilindros de motor e armazenamento de produtos químicos ou derivados de petróleo. Esses exemplos apenas começam a arranhar a superfície, pois os vasos de pressão têm aplicações quase infinitas.

Embora os vasos de pressão sejam extremamente úteis e provavelmente continuem sendo usados ​​indefinidamente no futuro, eles podem ser problemáticos. A diferença entre a pressão dentro de um vaso de pressão e a pressão externa cria uma situação potencialmente perigosa.

Os vasos de pressão são conhecidos por serem perigosos e causaram acidentes fatais no passado. Por esse motivo, a maneira como os vasos de pressão são fabricados e usados ​​é especificada pelas autoridades de engenharia, e essas autoridades são apoiadas pela legislação governamental.

Esses padrões também especificam a necessidade de teste e incluem diretrizes para procedimentos de inspeção de vasos de pressão.

A inspeção de vasos de pressão é uma prática necessária e inteligente para quem deseja evitar um acidente que possa resultar em tempo de inatividade não planejado, equipamentos danificados e ferimentos potencialmente fatais aos trabalhadores.

Neste artigo, aprenderemos mais sobre os diferentes tipos de vasos de pressão, em que consistem as inspeções e quando são necessárias, bem como os diferentes métodos de teste.

Os vasos de pressão são projetados de maneira diferente com base em sua aplicação final, embora todos tendam a parecer semelhantes e incluir as mesmas peças básicas.

Os vasos de pressão são tipicamente cilíndricos com bordas arredondadas ou esféricos. Isso ocorre porque essas formas evitam elevadores de estresse.

O QUE É INSPEÇÃO DE VASOS DE PRESSÃO

Tipos de vasos

Os apêndices comuns incluem um manômetro, plugue fusível e um pressostato diferencial, que faz com que o compressor seja ligado quando a pressão cair e desligado quando a pressão estiver no máximo.

A maioria dos vasos de pressão também é equipada com um bueiro, um buraco de mão ou um furo de mira, que é para limpeza e inspeção geral.

Você também pode encontrar um dreno de condensado na parte inferior de alguns vasos de pressão. Esse recurso drena automaticamente ou permite a drenagem manual da umidade. Esse é um recurso útil, pois, dependendo do material, a umidade em um tanque pode causar corrosão ou corrosão.

Além da aparência, os vasos de pressão desempenham diferentes funções. Uma maneira básica de classificar os vasos de pressão é dividi-los em duas categorias – queimado e não queimado ou não queimado.

Um exemplo típico de um vaso de pressão acionado seria uma caldeira. Os vasos de pressão não queimados não estão conectados a nenhuma geração de vapor ou a qualquer coisa com chama.

Podemos dividir ainda mais os vasos de pressão em alguns tipos diferentes. Embora existam alguns discrepantes, os vasos de pressão mais comuns se dividem em três tipos – tanques de armazenamento, trocadores de calor e vasos de processo. Vamos analisar brevemente cada tipo.

1. Tanques de armazenamento

Tanques de armazenamento são o tipo mais comum de vaso de pressão. Eles vêm em várias formas e tamanhos, mas são todos projetados para armazenar líquidos e gases sob pressão.

Eles podem conter óleo combustível, hidrogênio liquefeito ou gás natural comprimido ou outros materiais valiosos em aplicações industriais.

Esses tanques são geralmente feitos de aço carbono, embora possam ser revestidos com um material diferente por dentro. Um exemplo residencial típico de um tanque de armazenamento é um tanque de pressão de poço, que pressuriza a água antes de entrar no sistema de encanamento de uma casa.

2. Trocadores de Calor

Após os tanques de armazenamento, os trocadores de calor são o segundo tipo mais comum de vaso de pressão. Trocadores de calor transferem calor entre mídias, geralmente líquidos. Dessa forma, os trocadores de calor são úteis para os processos de resfriamento e aquecimento.

Trocadores de calor podem ser encontrados em fornos em residências por todo o lado, mas também são essenciais para as plantas de processamento e fabricação.

Um tipo comum de trocador de calor usado em processos químicos é o invólucro e o tubo. Com esse tipo, dentro de uma carcaça pressurizada, um líquido passa pelos tubos enquanto o outro flui sobre os tubos, fazendo com que o calor seja transferido de um líquido para o outro.

3. Embarcações de Processo

Vasos de processo, como o nome sugere, são usados ​​para facilitar um processo em um ambiente controlado.

Esse processo geralmente é uma etapa de um processo mais extenso. Esse subprocesso pode envolver a combinação de materiais, separação de materiais, agitação de uma mistura, quebra de produtos ou remoção de um elemento de um produto.

As embarcações de processo são projetadas e construídas com o processo específico para o qual se destinam. Os subtipos de embarcações de processo incluem:

  • Bateria
  • Reatores
  • Colunas
  • Separadores por gravidade
  • embarcações de processo

A inspeção do vaso de pressão, ou teste do vaso de pressão, envolve testes não destrutivos que garantem a integridade de um novo vaso de pressão ou em equipamentos sob pressão instalados anteriormente que foram alterados ou reparados.

Nos primeiros dias dos vasos de pressão, muitos vasos de pressão eram sobre pressurizados e explodiam.

Esse problema fazia parte do motivo da formação da Sociedade Americana de Engenheiros Mecânicos (ASME). Esse órgão apresentou especificações para governar a maneira como os vasos de pressão são fabricados e mantidos.

Hoje, a ASME ainda é responsável por estabelecer padrões para vasos de pressão nos EUA. Outros países têm seus próprios padrões para vasos de pressão.

Existem dois padrões que todo fabricante e usuário de vasos de pressão deve estar ciente:

Seção VIII da ASME: a Seção VIII da ASME abrange os requisitos para vasos de pressão de queima e não queimados, incluindo como eles são projetados, a maneira como são fabricados, como devem ser inspecionados e testados e o que é necessário para sua certificação.

API 510: Outro padrão relevante a ser observado é o API 510, que é um código de inspeção do American Petroleum Institute. Esta norma especifica como as inspeções, reparos, alterações e outras atividades devem ser realizadas em vasos de pressão e dispositivos de alívio de pressão.

Certos setores e agências governamentais podem ter seus próprios padrões rigorosos que regem os requisitos para vasos de pressão. Por exemplo, a NASA usa vasos e sistemas de pressão para armazenar gases e líquidos usados ​​em lançamentos e operações em órbita.

Uma vez que esses navios estão no espaço, eles geralmente não podem ser reparados, por isso é crucial que sejam rigorosamente examinados antes de deixarem a Terra. Portanto, a NASA tem seus próprios padrões aos quais cumpre.

Os fabricantes devem ter em mente todos os padrões relevantes ao projetar e construir vasos de pressão. No entanto, apenas tentar seguir os padrões não é suficiente. É preciso haver uma maneira de confirmar que todos os vasos de pressão que entram no mercado são seguros.

É aqui que entra a inspeção do vaso de pressão. Existem vários testes que um profissional pode empregar para garantir que um vaso de pressão atenda aos requisitos necessários de teste do vaso de pressão e esteja pronto para ser usado. Por exemplo, o inspetor deve verificar se a concha do navio é grossa o suficiente para manter a pressão.

Depois que um vaso de pressão passa de sua fabricação e teste iniciais para sua aplicação final, ele pode sofrer alterações ou reparos. Sempre que algo assim acontece, o vaso de pressão precisa ser inspecionado novamente para verificar se ainda atende a todos os requisitos.inspeção de vaso de pressão

Enquanto os dois cenários acima são momentos em que são necessárias inspeções de vasos de pressão, um vaso pode enfrentar problemas ao longo do tempo que podem causar falhas e deixar de ser seguro, especialmente se não for mantido adequadamente.

Aqui, novamente, a inspeção de vasos de pressão desempenha um papel importante. Um inspetor pode verificar periodicamente para garantir que um vaso de pressão esteja em boas condições de funcionamento e não represente uma ameaça.

Se houver algum problema que possa levar a problemas mais sérios, um inspetor poderá apontá-lo para que a manutenção necessária seja realizada. Isso pode impedir que um vaso de pressão falhe e cause ferimentos graves aos trabalhadores e danos a uma fábrica ou outro tipo de instalação.

ENCONTRE ARTIGOS

CONHEÇA O GLOSSÁRIO DA SOLDAGEM

CATEGORIAS DE ARTIGOS

ARTIGOS TOP 5

1- Inspetor de Solda: O Guia Absolutamente Completo!

2 – Símbolos Básicos de Soldagem

3 – Tipos de Inspeção de Soldagem: Tudo que Você Precisa Saber

4 – A Verdade Sobre Qualificação de Soldadores AWS D1.1

5 – NR-18 Progresso Importante na Segurança Preventiva

ARTIGOS RECENTES

CONTATO INSPESOLDA

Atuamos desde a análise de projeto a entrega do produto acabado. Solicite um orçamento!

O conteúdo do texto desta página é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Crime de violação de direito autoral – artigo 184 do Código Penal – Lei 9610/98 – Lei de direitos autorais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *