Categorias
Inspeção

ENSAIO POR LÍQUIDO PENETRANTE (LP): UM IMPORTANTE MEIO DE INSPEÇÃO

Ensaio por Líquido Penetrante (LP)

Depois do ensaio visual, o ensaio por líquido penetrante é o ensaio não destrutivo mais antigo. Ele teve início nas oficinasde manutenção das estradas de ferro, em várias partes do mundo.

O ensaio por líquido penetrante (LP), também conhecido como inspeção penetrante de corante ou teste de penetrante, foi desenvolvida pela primeira vez no início da década de 1940 para detectar falhas na superfície dos materiais. Embora existam mais opções na maneira como o teste é realizado, os princípios básicos não mudaram ao longo dos anos

Naquela época, começo da era industrial, não se tinha conhecimento do comportamento das descontinuidades existentes nas peças. E quando estas eram colocadas em uso, expostas a esforços de tração, compressão, flexão e, principalmente, esforços cíclicos, acabavam se rompendo por fadiga.

Era relativamente comum o aparecimento de trincas e até a ruptura de peças de vagões, como eixos, rodas, partes excêntricas etc., sem que os engenheiros e projetistas da época pudessem determinar a causa do problema.

Algumas trincas podiam ser percebidas, mas o ensaio visual não era suficiente para detectar todas elas, pela dificuldade de limpeza das peças.

O ensaio por líquido penetrante (LP) é utilizado para detectar descontinuidades superficiais e que sejam abertas, tais como: Trincas, poros, dobras, etc…, podendo ser aplicado em todos os materiais sólidos e que não sejam porosos ou com superfície muito grosseira.

Era utilizado pela indústria ferroviária que inspecionava peças como rodas e eixos da seguinte maneira:

  1. Limpeza, Fervendo as peças numa solução de soda cáustica;
  2. Secagem
  3. Imersão de peças em tanque de óleo diluído com querosene;
  4. Remoção de excesso com solvente;
  5. Secagem
  6. Aplicação de pó de giz com álcool;
  7. Martelamento para se provocar uma vibração;
  8. Inspeção.

Mais opções foram desenvolvidas na forma como a inspeção por penetrante de líquidos é realizada atualmente

Esta técnica permite a inspeção de grandes superfícies de forma simplesrápida, e com ótima eficiência para a maioria das aplicações industriais.

Como Funciona ? 

O ensaio por líquido penetrante é um método de teste não destrutivo que não prejudica as amostras ou peças que estão sendo inspecionadas. O teste é muito eficaz na detecção de porosidade, rachaduras, fraturas, colos, costuras e outras falhas que estão abertas na superfície do corpo de prova e podem ser causadas por fadiga, impacto, têmpera, usinagem, retificação, forjamento, rajadas, retração ou sobrecarga.

Como resultado, é frequentemente usado em muitas peças usinadas, bem como em soldas, produtos manufaturados, peças fundidas, peças forjadas e outros itens que serão colocados em serviço. A inspeção de líquidos penetrantes pode ser usada com sucesso em materiais não porosos e razoavelmente suaves, como metais, vidro, plásticos e cerâmica queimada.

Só detecta descontinuidades abertas para a superfície, já que o penetrante precisa entrar na descontinuidade para ser posteriormente revelado; por esta razão, a descontinuidade não deve estar preenchida com material estranho. A superfície do material não pode ser porosa ou muito rugosa ou absorvente, porque nesses tipos de superfície não existe possibilidade de remover totalmente o excesso de penetrante, o que causa mascaramento de resultados.

A aplicação do penetrante deve ser feita numa determinada faixa de temperatura. Superfícies muito frias, abaixo de 10°C, ou muito quentes, acima de 52°C, não são recomendáveis ao ensaio. Alguns penetrantes especiais existentes no mercado foram desenvolvidos para faixas de temperaturas que excedem as mencionadas, porém seu uso é restrito.

Algumas aplicações das peças em inspeção exigem que a limpeza seja efetuada da maneira mais completa possível após o ensaio; é o caso de maquinaria para indústria alimentícia e material a ser soldado posteriormente, entre outros. Este fato pode se tornar limitativo ao exame, especialmente quando a limpeza for difícil de fazer.

O Penetrante

Esse teste é nomeado para o líquido, chamado penetrante, que é aplicado à amostra durante o teste para tornar mais visíveis quaisquer falhas na superfície. Uma variedade de materiais penetrantes está disponível e a seleção geralmente é baseada no nível de sensibilidade exigido do teste, equipamento disponível no local do teste para realizar o teste e outros fatores:

O penetrante vem em dois tipos de corante visível para líquidos (cor vermelha) e corante fluorescente (cor verde-amarelo).

Os penetrantes fluorescentes também são classificados por níveis de sensibilidade que variam de um a quatro, sendo quatro os mais sensíveis para detectar as melhores falhas.

Os penitentes podem ser laváveis ​​com água, removíveis com um solvente ou requerem tratamento com um emulsificante lipofílico (à base de óleo) ou hidrofílico (à base de água).

Ensaio por líquido penetrante

O processo

O processo de teste pode ser dividido nas seguintes etapas distintas:

  1. Pré-limpeza
  2. Aplicação de penetrante
  3. Tempo de permanência do penetrante
  4. Remoção de penetrante
  5. Aplicativo desenvolvedor
  6. Tempo de permanência do desenvolvedor
  7. Inspeção
  8. Pós-limpeza

Pré-limpeza:

O primeiro passo é uma limpeza completa da superfície para garantir que o provete esteja livre de óleo, graxa, água, balança de tratamento térmico, tinta, revestimento e outros contaminantes que possam impedir a penetração de líquidos nos defeitos.

Um solvente é frequentemente usado para esta etapa, mas a amostra de teste pode exigir limpeza a vapor, vapor, química ou ultrassônica. As peças que foram usinadas, lixadas ou com jato de areia podem precisar de condicionamento para remover o material que pode bloquear a abertura da falha e impedir a entrada do penetrante.

Aplicação de penetrante:

Os penetrantes de corante visível e fluorescente podem ser aplicados à amostra de teste por aspersão, escovação ou imersão da peça em um banho penetrante. A escolha da aplicação é geralmente uma questão de preferência, mas pode ser influenciada pelo tamanho e formato da peça de teste, pelo equipamento disponível para a realização do teste ou pelos requisitos das especificações de teste aplicáveis ​​às amostras.

Tempo de permanência do penetrante:

O líquido penetrante é deixado na superfície por um tempo suficiente para permitir que o líquido penetre nas aberturas ou defeitos da superfície. O tempo total em que esse líquido está em contato com a superfície da amostra é chamado de tempo de permanência do penetrante.

O tempo de espera varia para diferentes tipos de penetrantes e geralmente é ditado pelas especificações de teste chamadas para o teste. O acabamento da superfície, a temperatura e o tipo do material também afetarão os requisitos de permanência.

Remoção de penetrante:

Após o tempo de espera, o excesso de líquido penetrante é cuidadosamente removido da superfície para evitar a remoção de qualquer um dos penetrantes capturados da falha ou defeito. Ao trabalhar com um corante visível, o excesso de penetrante geralmente é removido com um solvente (removível por solvente).

O excesso de corante fluorescente pode ser lavável em água e enxaguado com água ou pós emulsionável e tratado primeiro com um emulsificante antes de enxaguar. Ao usar os métodos laváveis ​​em água ou pós-emulsificáveis, a peça é colocada em um forno de baixa temperatura e é permitida a secagem antes de aplicar o revelador.

Aplicativo desenvolvedor:

Uma fina camada de revelador é aplicada à peça para ajudar a desenhar o penetrante preso em falhas de volta à superfície, onde será visível como indicação. Os desenvolvedores podem ser aplicados espanando um pó seco ou pulverizando um revelador úmido. As indicações resultantes são maiores que a falha real e têm um alto nível de contraste entre o penetrante e o revelador, tornando-as mais visíveis para auxiliar na inspeção.

Tempo de permanência do desenvolvedor:

O desenvolvedor permanece na peça de amostra pelo tempo necessário indicado nas especificações de teste para permitir que as indicações se desenvolvam antes da inspeção.

Inspeção:

O processo de inspeção é realizado por inspetores treinados e certificados, usando um exame visual. Ao trabalhar com penetrantes fluorescentes, A inspeção de líquidos penetrantes tem muitas vantagens na inspeção de soldas. Avaliações de exames não destrutivos de soldas

deve ser conduzido para garantir seu desempenho inicial e contínuo. Os penetrantes líquidos são versáteis o suficiente em tipos e processo para inspecionar a ampla e diversificada gama de aplicações,posições, tipos e condições de soldas.

Além disso, penetrante inspeção é um processo simples e direto e não exige equipamentos sofisticados ou caros. Inspeção de penetrante também pode ser usado em equipamentos em serviço e não requer configuração especial. Se usados em conjunto com outros métodos, os penetrantes complementam outros processos de inspeção

ENCONTRE ARTIGOS

ARTIGOS POPULARES

INSPEÇÃO

A verdade sobre ensaios destrutivos e não destrutivos

Tipos de ensaios não destrutivos: resultado garantido

Ultrassom industrial o END mais utilizado

Teste hidrostático: Garantindo a integridade do seu equipamento

Inspeção de solda Raio x: Benefícios e desvantagens

Ensaio não destrutivo estanqueidade: Eficiência contra vazamentos

Ensaio não destrutivo emissão acústica grandes resultados na detecção de falhas

Inspeção dimensional: Garantindo seu padrão de fabricação

Inspeção diligenciamento importante atividade para cumprir seus prazos

Tipos de inspeção de solda: Tudo que você precisa saber

Ensaio visual de solda (EVS): O primeiro ensaio a ser aplicado

Como funciona a avaliação de desempenho do inspetor de solda

Como ser um inspetor de solda ?

O Que é inspeção de solda por partículas magnéticas (PM) ?

Ensaio por líquido penetrante (LP): Um importante meio de inspeção

Ensaio não destrutivos correntes parasitas (Eddy Current)

Crédito estruturado para inspetor de solda

Inspetor de solda o guia definitivo

Curso de inspetor de solda

Inspetor de solda salário

SNQC, níveis, atribuições e muito mais…

QUALIFICAÇÃO

A verdade sobre qualificação de soldadores pela AWS D1

Como fazer a recertificação de inspetor de solda?

Importante certificado de qualificação de soldador (CQS)

ENGENHARIA

NR 18 progresso importante na segurança preventiva

NR 12 a saúde das máquinas e equipamentos

Tudo que você precisa saber sobre NR 13 caldeiras e vasos sob pressão

NR 13 importante na gestão de integridade

SIMBOLOGIA

Simbologia de solda: Conceitos gerais

Símbolos básicos de soldagem

CONHEÇA O GLOSSÁRIO DA SOLDAGEM

CONTATO INSPESOLDA

R. da Estação, 441 – Centro, Osasco, SP – Brasil – CEP: 06093-080

WhatsApp: (11) 99198-2190

Tel.: (11) ​2626 1064 / (11) 4237 6393

E-mail contato@inspesolda.com

Atuamos desde a análise de projeto a entrega do produto acabado. Solicite um orçamento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *