Categorias
Inspeção

CRÉDITO ESTRUTURADO PARA INSPETOR DE SOLDA

Crédito Estruturado para inspetor de solda: O que é, como funciona e como pontuar?

Crédito estruturado para inspetor de solda segundo a definição da FBTS no Procedimento Operacional do Bureau de Qualificação e Certificação, o sistema de crédito estruturado é a:

Comprovação do desenvolvimento contínuo do profissional por meio do atendimento a um sistema de pontuação objetivando obter a recertificação sem a necessidade de realizar o exame de recertificação simplificado.

Ok! Mas o que é crédito estruturado mesmo?

Bom, em termos mais simples, nada mais é do que uma ALTERNATIVA para realização da recertificação de inspetores de soldagem nível 1 e nível 2.

Portanto, uma alternativa não é algo obrigatório, ou seja, não é necessário que todos realizem a recertificação somente com crédito estruturado. Caso queira, você pode fazer a recertificação pelo método “convencional”, o exame simplificado.

Não há dúvidas de que a implantação do sistema de crédito estruturado para recertificação de inspetores de soldagem foi um grande avanço adotado pela FBTS, facilitando, incentivando e premiando os profissionais que se esforçam para se manter atualizados.

Como funciona o sistema de crédito estruturado?

A metodologia é simples. No período certo, você apresenta a documentação necessária, e a FBTS realiza a verificação. Caso esteja tudo adequado, você recebe o certificado e a carteirinha, comprovando a renovação da sua certificação por mais um período de 5 anos.

O que você precisa para ter direito ao crédito estruturado é:

  • Ser inspetor de soldagem certificado;
  • Manter-se em atividade continuada, exercendo atividades estabelecidas;
  • Demonstrar que está tecnologicamente atualizado;
  • Dar entrada no processo antes de completar 60 meses da qualificação;
  • Alcançar pelo menos 10 (dez) pontos;
  • Entregar os documentos necessários.

Como já é conhecido (se não agora, será), a validade da certificação dos inspetores de soldagem é de 60 meses ou 5 anos, como preferir.

Daí surge uma LIMITAÇÃO da recertificação por crédito estruturado, que é o fato de que o inspetor de solda certificado deve (OBRIGATORIAMENTE), a cada 10 (dez) anos, realizar um exame simplificado.

Ou seja, se você, na sua primeira recertificação, optar pelo crédito estruturado, terá que obrigatoriamente se submeter ao exame simplificado na recertificação seguinte (após 5 anos).

Agora, para os amigos mais experientes que já tiverem se submetido à recertificação (1ª, 2ª, 3ª não importa quantas) por exame simplificado, também poderão solicitar a recertificação por crédito estruturado na próxima vez, sem problemas.

Contudo, observando sempre que, na recertificação seguinte, terá que se submeter ao exame simplificado novamente. Portanto, deve-se alternar em exame simplificado e crédito estruturado.

Simplificando, fica assim:

  • Certificação
  • 1ª recertificação (por crédito estruturado)
  • 2ª recertificação (por exame simplificado)
  • 3ª recertificação (por crédito estruturado)
  • 2ª recertificação (por exame simplificado)
  • E assim por diante….

Não fui aprovado pelo crédito estruturado. E agora?

Agora é que nem tudo são flores….

Vamos imaginar, e só imaginar! Eu fui lá, fiz tudo direitinho, mandei toda a documentação necessária e atendi todos os prazos, mas eis que não consegui minha aprovação pelo sistema, por qualquer que seja o motivo. E agora???

Bom, nesses casos, não tem choro nem vela, terei que realizar a recertificação por exame simplificado.

MUITA ATENÇÃO! Observe que, no caso indicado acima, terei que, novamente, dar entrada no processo de recertificação solicitando o exame simplificado. A essa altura do campeonato, se não fiz meu processo com antecedência, corro o risco de a minha certificação ficar vencida.

Logo, para evitar que isso ocorra, é indicado que você dê entrada no processo de recertificação por crédito estruturado com no mínimo 1 (um) ano de antecedência, garantindo assim tempo hábil caso você tenha algum contratempo.

Quais são os documentos necessários para o crédito estruturado?

Anote aí. Os documentos necessários para dar entrada no crédito estruturado são:

Pontuando no crédito estruturado

Como já mencionado, para ter direito ao crédito estruturado, o inspetor de solda deve atingir no mínimo de 10 (dez) pontos, atendendo a dois ou mais requisitos de pontuação durante os 60 (sessenta) meses imediatamente anteriores ao término da certificação.

Essa pontuação é somada e aplicada com base nos requisitos do POB-034, descritos a seguir.

Requisito # 1 Certificação

Estar certificado em soldagem por entidades certificadoras internacionais − (IRAM/IAS (Argentina), CWB (Canadá), CSWIP/TWI (United Kingdom), AWS (USA) − ou estar certificado como inspetor de END em subnível de solda pela ABENDI.

Pontuação: Mínima de 2 pontos por certificação e máxima de 6 pontos.

Comprovação: Certificado dentro da validade ou, no caso da certificação ABENDI, declaração emitida no site.

Requisito # 2 Comissão

Participar de comissão técnica de normalização da ABNT em soldagem ou Bureau de OPC referente a soldagem.

Pontuação: Mínima de 2 pontos por comissão e máxima de 4 pontos.

Comprovação: Lista de presença ou declaração do OPC referente à participação em pelo menos três reuniões no período de 12 meses.

Requisito # 3 Docentes (professores)

Participar como docente em treinamento de aperfeiçoamento e/ou atualização em soldagem em instituição de treinamento com CNPJ, reconhecida ou não pela FBTS.

Pontuação: Mínima de 2 pontos a cada 80h em instituição reconhecida pela FBTS e 1 (um) ponto a cada 80h em instituição não reconhecida pela FBTS. Máxima de 6 pontos.

Comprovação: Resumo do treinamento em soldagem acompanhado de declaração da empresa ou instituição responsável pelo treinamento, com ementa do curso.

Requisito # 4 Eventos

Participação em congressos, seminários, palestras, conferências, relacionados à soldagem, em instituições de atuação nacional e/ou internacional e que não tenham fins lucrativos, com carga horária mínima de 8 horas.

Pontuação: Mínima de 1 (um) ponto por evento e máxima de 4 pontos.

Comprovação: Certificado de participação.

Requisito # 5 Discentes (alunos)

Participação como discente em treinamento de aperfeiçoamento e/ou atualização em soldagem em instituição de treinamento com CNPJ, reconhecida ou não pela FBTS.

Pontuação: Mínima de 1 (um) ponto a cada 80 horas e máxima de 5 pontos.

Comprovação: Certificado de treinamento dentro do período da certificação e ementa do treinamento.

Requisito # 6 Autoria ou Coautoria

Autoria ou coautoria de trabalho técnico em soldagem apresentado em congressos, conferências, seminários, congressos ou publicação em revistas técnicas (publicado ou divulgado).

Pontuação: Mínima de 3 pontos por trabalho de sua autoria, publicado ou apresentado, e 1 (um) ponto para coautoria. Máxima de 5 pontos.

Comprovação: Breve descrição da pesquisa/desenvolvimento e/ou uma e cópia da publicação técnica ou científica em soldagem e cópia do trabalho publicado ou divulgado dentro do período de vigência da certificação atual.

Requisito # 7 Avaliação de Desempenho

Ser avaliado satisfatoriamente em avaliação de desempenho realizada pela FBTS com atuação satisfatória (sem nenhum tipo de não conformidade) dentro do período de vigência da certificação.

Pontuação: Mínima e máxima de 8 pontos por avaliação satisfatória.

Comprovação: Correspondência da FBTS referente a avaliação de desempenho realizada em qualquer período da certificação.

Requisito # 8 Examinadores

Atuar como examinador num CEQUAL reconhecido pela FBTS na aplicação de exames e reexames (com exceção da prova teórica).

Pontuação: Mínima de 2 pontos para cada 5 exames ou reexames aplicados no período de 12 meses. Máxima de 8 pontos.

Comprovação: Lista de candidatos atendidos, citando os exames aplicados no período de certificação endossado pelo Gerente Técnico do CEQUAL.

Requisito # 9 Avaliadores

Atuar na avaliação de desempenho de inspetores de soldagem realizada pela FBTS.

Pontuação: Mínima de 1 (um) ponto a cada 5 inspetores de soldagem avaliados no período de 12 meses. Máxima de 8 pontos.

Comprovação: Apresentar uma declaração do avaliador líder, relacionando os inspetores de soldagem avaliados.

Requisito # 10 Norma Adicional

Inclusão de norma adicional no escopo da certificação no período vigente da certificação.

Pontuação: Mínima de 3 pontos por norma adicional e máxima de 8 pontos.

Comprovação: Certificado ou notificação do site.

Requisito # 11 Centro de Treinamento

Atuar como Nível 2 na montagem e estruturação de centro de treinamento reconhecido pela FBTS.

Pontuação: Mínima de 2 pontos por instituição de treinamento e máxima de 4 pontos.

Comprovação: Documento comprobatório emitido pelo responsável da instituição de treinamento reconhecida, relacionando as responsabilidades do envolvido.

Requisito # 12 Escolaridade

Mudança na escolaridade, de acordo com o requisito de escolaridade definido na NBR-14842.

Pontuação: Mínima de 2 pontos e máxima de 4 pontos.

Comprovação: Certificado emitido por instituição de educação devidamente credenciada pelo MEC ou Secretaria de Educação, carteira do Conselho de Classe (CREA) ou histórico escolar.

ENCONTRE ARTIGOS

CONHEÇA O GLOSSÁRIO DA SOLDAGEM

CATEGORIAS DE ARTIGOS

ARTIGOS TOP 5

1- Inspetor de Solda: O Guia Absolutamente Completo!

2 – Símbolos Básicos de Soldagem

3 – Tipos de Inspeção de Soldagem: Tudo que Você Precisa Saber

4 – A Verdade Sobre Qualificação de Soldadores AWS D1.1

5 – NR-18 Progresso Importante na Segurança Preventiva

ARTIGOS RECENTES

CONTATO INSPESOLDA

Atuamos desde a análise de projeto a entrega do produto acabado. Solicite um orçamento!


O conteúdo do texto desta página é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Crime de violação de direito autoral – artigo 184 do Código Penal – Lei 9610/98 – Lei de direitos autorais.

Deixe uma resposta

You have to agree to the comment policy.