SOLDAGEM POR ARCO SUBMERSO: UMA PROFUNDIDADE DE CONHECIMENTO

ARCO SUBMERSO

Entre os diversos métodos de soldagem disponíveis, o processo de Arco Submerso, também conhecido como Submerged Arc Welding (SAW), surge como uma abordagem notável e altamente eficaz. Neste artigo, exploraremos detalhadamente o mundo do Arco Submerso e como ele revolucionou a forma como as juntas metálicas são criadas.

O Arco Submerso é um processo de soldagem que se distingue por um elemento fundamental: a submersão. Nesse método, um arco elétrico é fornecido entre um eletrodo de arame nu e a base de metal para ser soldado. O que torna esse processo único é que tanto o arco elétrico quanto a área de soldagem ficam submersos sob uma camada de soldagem

O processo de Arco Submerso é altamente valorizado por sua notável taxa de deposição de metal de solda, o que o torna ideal para projetos de grande escala. Além disso, sua capacidade de criar soldas de alta qualidade, com excelente penetração e propriedades mecânicas específicas, o coloca na vanguarda da operação em uma variedade de setores, desde a construção naval até a fabricação de estruturas de aço. A eficiência, economia e facilidade de automação do processo de Arco Submerso são outras características que o destacam como uma escolha preferencial em diversas aplicações industriais.

Nas próximas fotos, aprofundaremos ainda mais os detalhes do Arco Submerso, suas aplicações típicas e as melhores práticas para alcançar resultados profundos em fusão. Preparado para explorar as profundezas deste fascinante método de soldagem?

arco submerso
Arco Submerso
arco submerso
Arco Submerso
arco submerso
Arco Submerso
arco submerso
Arco Submerso

ARCO SUBMERSO: UMA SOLDAGEM SOB A SUPERFÍCIE

arco submerso
Arco Submerso
(clique para ampliar a imagem)

A soldagem por arco submerso é um método que envolve a fusão de materiais metálicos por meio da geração de um arco elétrico entre um eletrodo consumível e uma peça de trabalho, enquanto ambos são submersos em um protetor de fluxo granular. Este processo é frequentemente empregado em aplicações que exigem alta qualidade de solda, como fabricação de equipamentos pesados, construção naval, estruturas de pontes e vasos de pressão.

Uma das características distintivas do arco submerso é o uso de um fluxo granular que cobre a zona de soldagem. Esse fluxo não apenas protege o arco e a poça de fusão da atmosfera circundante, mas também atua como isolante térmico, controlando a taxa de resfriamento da solda. Isso resulta em uma solda de alta qualidade, com baixos índices de defeitos e excelente resistência mecânica.

Outra vantagem notável desse processo é sua capacidade de produção de soldas em larga escala, com alta taxa de deposição de metal de solda. Além disso, a soldagem por arco submerso é totalmente automatizável, o que se torna ideal para operações industriais que buscam aumentar a eficiência e reduzir os custos de mão de obra. No decorrer deste artigo, exploraremos os princípios subjacentes ao arco submerso, seus benefícios e aplicações em diversos setores da indústria.

FUNDAMENTOS DO PROCESSO DE ARCO SUBMERSO

arco submerso
Arco Submerso
(clique para ampliar a imagem)

O processo de arco submerso é um método de soldagem que se baseia em princípios fundamentais da eletricidade e da metalurgia. Para compreendê-lo melhor, é essencial analisar seus principais componentes e etapas.

  • Arco Elétrico e Consumíveis: O arco submerso começa com a criação de um arco elétrico entre um eletrodo consumível e uma peça de trabalho. Esse eletrodo é alimentado continuamente na junta de solda, criando uma poça de fusão. Ao mesmo tempo, um fluxo granular é disperso sobre a zona de queimadura, protegendo-a da contaminação atmosférica e proporcionando isolamento térmico. A eletricidade é fornecida por uma fonte de alimentação, permitindo o controle preciso do arco e a taxa de fusão do eletrodo.
  • Fusão e Solidificação: O calor gerado pelo arco elétrico faz com que o eletrodo consumível derreta, formando uma poça de fusão. Essa poça fundida contém o material que será depositado na junta de solda. À medida que o arco avança, essa poça se solidifica, criando uma ligação sólida entre as partes a serem unidas.
  • Fluxo Granular: O fluxo granular desempenha um papel crucial no processo. Ele não apenas protege a solda do contato com o ar ambiente, evitando a oxidação, mas também controla a taxa de resfriamento da solda, influenciando suas propriedades finais. O fluxo granular é escolhido com base no tipo de metal de base e eletrodo consumível, bem como nas condições específicas da aplicação.
  • Controle Automatizado: Uma das vantagens do arco submerso é a facilidade de automação. Muitas operações industriais empregam sistemas automatizados para realizar soldagens em larga escala e em série. Isso não apenas melhorou a eficiência, mas também garantiu a consistência e a qualidade das soldas.

O arco submerso é um processo sofisticado que combina eletricidade, metalurgia e controle preciso para produzir soldas de alta qualidade. Seus fundamentos são essenciais para entender como esse método é aplicado em diversas indústrias e por que é uma escolha frequente em situações que proporcionam durabilidade, resistência e eficiência.

VANTAGENS DO ARCO SUBMERSO NA INDÚSTRIA

arco submerso
Arco Submerso
(clique para ampliar a imagem)

O processo de arco submerso é amplamente utilizado na indústria devido às várias vantagens que oferece em comparação com outros métodos de soldagem. Essas vantagens fazem com que o arco submerso seja uma escolha preferida em muitas aplicações industriais. A seguir, destacaremos algumas das principais vantagens desse processo:

  • Alta Produtividade: O arco submerso é conhecido por sua alta taxa de deposição de metal de solda. Isso significa que ele pode unir grandes áreas em um curto período de tempo, tornando-o ideal para projetos que desbloqueiam eficiência e produtividade elevada.
  • Soldas de Alta Qualidade: O método produz soldas de alta qualidade com boas propriedades mecânicas e metalúrgicas. A proteção fornecida pelo granular impede a contaminação do fluxo de solda por oxigênio e concentração, resultando em uma junta de solda limpa e resistente.
  • Versatilidade de Materiais: O arco submerso é adequado para uma ampla variedade de materiais, incluindo aços carbono e de baixa liga, aços inoxidáveis ​​e ligas especiais. Isso o torna uma escolha versátil para diversas aplicações, desde a fabricação de estruturas metálicas até a indústria petroquímica.
  • Minimização de respintas: A soldagem por arco submerso é eficaz na minimização de respintas e respingos, o que é essencial em ambientes industriais onde a segurança e a limpeza são prioridades.
  • Fácil Automatização: O processo de arco submerso pode ser facilmente automatizado, o que é benéfico para operações industriais em grande escala. A automação não apenas melhorou a eficiência, mas também garantiu a consistência das soldas.
  • Soldagem em Posições Difíceis: O método é adequado para soldagem em posições difíceis, incluindo soldagem vertical e horizontal. Isso é essencial em projetos que requerem acesso limitado à junta de solda.
  • Baixo Nível de Habilidade Requerido: Comparado com alguns outros métodos de soldagem, o arco submerso exige menos habilidade do operador devido à sua natureza altamente controlada e automatizada.
  • Resistência a Deformações: A soldagem por arco submerso tem a capacidade de minimizar deformações em peças soldadas, o que é importante em estruturas onde a precisão dimensional é crítica.

Essas vantagens tornam o arco submerso uma escolha eficiente em uma ampla gama de indústrias, incluindo construção naval, fabricação de estruturas metálicas, indústria nuclear, construção pesada e muito mais. A capacidade de produzir soldas de alta qualidade, de maneira eficiente e confiável faz com que o arco submerso seja uma ferramenta indispensável na fabricação moderna.

PREPARAÇÃO E CONFIGURAÇÃO ADEQUADAS PARA O ARCO SUBMERSO

arco submerso
Teste de Tração
(clique para ampliar a imagem)

Para obter resultados excelentes no processo de arco submerso, a preparação adequada e a configuração precisa são fundamentais. Aqui, exploraremos os principais aspectos que são relevantes para o sucesso dessa técnica de soldagem e como eles podem ser otimizados:

  • Seleção de Equipamentos: A escolha dos equipamentos corretos desempenha um papel crítico no arco submerso. Isso inclui a seleção do tipo de fonte de energia, do alimentador de arame, do fluxo de proteção e dos cabos de soldagem. Cada componente deve ser compatível e adequado ao projeto específico.
  • Preparação da Junta: Antes da soldagem, a preparação da junta é crucial. As superfícies a serem unidas devem ser devidamente limpas, desengraxadas e homologadas. Uma preparação fechada pode resultar em inclusões de escória ou falta de fusão, comprometendo a qualidade da solda.
  • Escolha do Fluxo de Proteção: O tipo e a granulometria do fluxo de proteção devem ser selecionados com cuidado. O fluxo é responsável por proteger a poça de fusão, melhorar a estabilidade do arco e auxiliar na formação de uma solda de qualidade. Uma escolha incorreta pode afetar adversamente a soldagem.
  • Parâmetros de Soldagem: Os parâmetros de soldagem, como velocidade de alimentação do arame, corrente, tensão e velocidade de deslocamento, devem ser configurados de acordo com as especificações do procedimento. A manutenção precisa dessas interrupções durante a soldagem é essencial para garantir uma solda uniforme e sem defeitos.
  • Monitoramento e Controle: Durante o processo de arco submerso, é fundamental monitorar e controlar as configurações em tempo real. Isso pode ser feito por meio de sistemas de controle automáticos que ajustam automaticamente as configurações para manter a qualidade da solda.
  • Treinamento e Qualificação: A capacitação dos operadores é crucial. Profissionais treinados e especializados compreendem a importância dos procedimentos adequados, segurança e inspeção de soldas. Isso minimiza a ocorrência de erros e defeitos.
  • Inspeção e Testes: Após a soldagem, a inspeção e os testes são necessários para garantir a qualidade da junta. Técnicas de inspeção, como radiografia ou ensaios não destrutivos, podem ser empregadas para identificar defeitos.

A preparação adequada e a configuração precisam de um sistema de arco submerso são fatores determinantes para a qualidade e a confiabilidade das soldas. O conhecimento detalhado desses aspectos e a aplicação rigorosa das melhores práticas são essenciais para o sucesso na utilização desse processo de soldagem em várias aplicações industriais.

PARÂMETROS ESSENCIAIS PARA UMA SOLDAGEM DE QUALIDADE COM ARCO SUBMERSO

arco submerso
Arco Submerso
(clique para ampliar a imagem)

Quando se trata de obter uma soldagem de qualidade utilizando o processo de arco submerso, é essencial prestar atenção a parâmetros específicos. Vamos examinar os principais fatores que impactam a qualidade de uma solda durante a aplicação do arco submerso:

  • Corrente e Tensão: Dois dos parâmetros mais críticos são a corrente elétrica e a tensão. A corrente determina a quantidade de calor gerada, afetando a escuridão da solda, enquanto a tensão influencia a estabilidade do arco elétrico. Um controle preciso dessas configurações é necessário para garantir a fusão adequada dos metais.
  • Velocidade de Alimentação do Arame: A velocidade com que o arame de solda é alimentado desempenha um papel crucial. Ela regula a taxa de deposição de metal de adição. Uma velocidade muito alta pode resultar em excesso de metal, causando danos, enquanto uma velocidade muito baixa pode levar à falta de fusão.
  • Velocidade de Deslocamento: A velocidade com que o soldado move uma tocha de solda ao longo da junta dependendo da geometria da solda. Manter uma velocidade constante e controlada é crucial para alcançar uma junta uniforme.
  • Tipo e Granulometria do Fluxo de Proteção: A escolha do tipo e da granulometria do fluxo de proteção influencia diretamente na formação da escória, que protege a poça de fusão. Um fluxo de proteção melhora a estabilidade do arco e a qualidade da solda.
  • Distância Entre a Tocha e a Peça: Manter uma distância consistente entre a tocha de solda e a peça é crucial. Isso afeta o comprimento do arco elétrico, influenciando a temperatura e, consequentemente, a qualidade da solda.
  • Limpeza e Preparação Da Junta: A preparação adequada da superfície da junta é fundamental. Superfícies contaminadas por óleo, graxa ou ferrugem podem prejudicar a aderência do metal de solda.
  • Proteção Contraventos E Correntes De Ar: A soldagem com arco submerso é suscetível a perturbações devido a ventos e correntes de ar. É importante estabelecer barreiras físicas ou cortinas de proteção para manter uma atmosfera controlada em torno da zona de solda.
  • Controle Da Umidade Do Fluxo: O fluxo de proteção deve ser armazenado e manuseado de forma a evitar a absorção de umidade. Um fluxo úmido pode resultar em inclusões de escória e porosidade na solda.

A habilidade de controlar meticulosamente essas configurações é fundamental para garantir a qualidade de uma soldagem com arco submerso. Qualquer desvio pode levar a danos que comprometem a confiabilidade das junções soldadas. Uma compreensão sólida e um cuidado com esses fatores são cruciais para o sucesso desse processo de aplicação em diversas aplicações industriais.

VOCÊ ESTÁ PRECISANDO DE SUPORTE PARA ARCO SUBMERSO?

Portanto, se você tem interesse em Arco Submerso ou precisa apenas de um orçamento para um determinado projeto, estamos aqui para ajudar.

ENTRE EM CONTATO!

Entre em contato para saber mais sobre nossos serviços.

Escolha o meio de contato que for melhor para você!

QUER CONTINUAR INFORMADO?

Gostaria de ficar por dentro de todas as novidades que pulicamos em nosso site?

Faça sua inscrição e receba nossos e-mails com conteúdos de qualidade sobre inspeção, qualificação, consultoria, engenharia e treinamento de soldagem.

CONHEÇA O GLOSSÁRIO DA SOLDAGEM

REGIÕES DE ATENDIMENTO INSPESOLDA

A Inspesolda atende em todo o território nacional. Entretanto, com sede em Osasco, a Inspesolda tem o foco de atuação no estado de São Paulo.

REGIÕES DE SÃO PAULO ONDE A INSPESOLDA ATENDE:

Grande São Paulo

  • ABC
  • ABCD
  • Alphaville
  • Arujá
  • Barueri
  • Caierias
  • Cajamar
  • Cotia
  • Diadema
  • Embu
  • Embu das Artes
  • Embu Guaçú
  • Franco da Rocha
  • Guarulhos
  • Itapecerica da Serra
  • Itapevi
  • Jandira
  • Mairiporã
  • Mauá
  • Osasco
  • Ribeirão Pires
  • Santana de Parnaíba
  • Santo André
  • São Bernardo do Campo
  • São Caetano do sul
  • Suzano
  • Taboão da Serra

Litoral de São Paulo

  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Iguape
  • Ilha Comprida
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Peruíbe
  • Praia Grande
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Sebastião
  • São Vicente
  • Ubatuba

Região Central

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque

Zona Leste

  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente

Zona Norte

  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane
  • Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • TucuruviVila
  • Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros

Zona Oeste

  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia

Zona Sul

  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M’Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana

ENCONTRE ARTIGOS

CATEGORIAS DE ARTIGOS

TOP 5 ARTIGOS

1- Inspetor de Solda: O Guia Absolutamente Completo!

2 – Símbolos Básicos de Soldagem

3 – Tipos de Inspeção de Soldagem: Tudo que Você Precisa Saber

4 – A Verdade Sobre Qualificação de Soldadores AWS D1.1

5 – NR-18 Progresso Importante na Segurança Preventiva

ARTIGOS RECENTES

Compartilhe!

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe em sua rede social preferida.

Os arquivos nesta página são protegidos por direitos autorais. Sem a autorização do autor, é proibido copiar todo ou parte de seu conteúdo, ou mesmo citar nossos links. Artigo 184 da Lei Penal, Declaração de 98-Art 9.610 como violação dos direitos de propriedade intelectual.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

All in one
Fale conosco
Rolar para cima